terça-feira, 9 de abril de 2013

Intercâmbio depois do casamento. Eu fiz!


Tentar entender 100% da frase de um atendente da Starbucks, me perder no metrô, engasgar com a comida apimentada, pisar na faixa de pedestre e ver o carro parar pra eu passar, e também, é claro, conhecer outra cultura e melhorar meu inglês.
Tudo isso era o mínimo que eu queria viver ao fazer um intercâmbio cultural.
E foram anos até tomar a decisão.

Queria ter feito High School lá, MAS era imatura demais pra isso.
Depois da faculdade seria o momento ideal, MAS resolvi fazer pós-graduação.
Linda e pós graduada, hora de ir, MAS tudo estava indo bem demais no trabalho para largar tudo aqui.
Aí eu casei. Ganhei casa, marido, cachorro, mais responsabilidades e muita felicidade.
Não tinha o menor cabimento eu deixar minha família por alguns meses para realizar um sonho ali, do outro lado do oceano, mas, MESMO ASSIM, eu embarquei pouco tempo depois.

O apoio do meu marido foi a força que na verdade eu nunca tive para seguir adiante com essa doce loucura.
Foi com essa força que eu me organizei financeiramente (e psicologicamente tb), visitei algumas agências de intercâmbio, li blogs com este tema, ouvi dicas de amigos que já tinham ido e, finalmente, pedi demissão.

Cidade e escola escolhidas, passaporte e visto OK, passagens emitidas. Tudo pronto, menos eu.
Dias antes do embarque eu me achava a mais sem noção das pessoas desse mundo de meu Deus. Olhava cada canto da minha casa com um nível de detalhes exagerado, como se quisesse registrar tudo na memória para resgatar quando a saudade doesse mais forte.
Apertava muito o Luigi (o dog), talvez numa tentativa inconsciente de esconde-lo dentro de mim.
Toda vez que beijava meu marido, tinha certeza de que não sobreviveria a três meses sem aquele toque, o cheiro e os passeios de mãos dadas. Sim, tudo tinha toda essa dramaticidade (sou mulher E canceriana, beijo).

Porém, quando me vi ainda com vida (drama queen), mesmo depois de falar até logo para o amor da minha vida, ah...aí baixou uma coisa de heroína dentro de mim (a mulher do herói, tá), e me senti a mais segura e corajosa das criaturas.

E a criatura aqui arrasou em Toronto, no Canadá.
Conheci gente de todos os cantos do mundo, decorei o script da atendente da Starbucks, me perdi muito no metrô, comecei a gostar de pimenta (depois de engasgar), engordei, estudei, desfilei nas faixas de pedestre, comemorei 29 anos ao lado dos meus amiguinhos de 19 (e eu parecia um deles) e vi meu inglês melhorar mais a cada dia.

Não tinha mais como desistir!

Hi, CN Tower.


Fiz tudo isso ao mesmo tempo em que namorava meu marido via Skype.
Sempre caprichava no visual pra ele me achar bonita na tela e chorava muito quando ele me mostrava a nossa casa e o nosso filhote.
Mesmo de longe, ele participou de tudo o que eu vivi lá e sempre fez questão de me incluir na rotina dele aqui.
Depois de 83 dias fisicamente separados, finalmente chegou o momento de ir buscá-lo no aeroporto. Sim, ele foi para o Canadá assim que acabou meu curso e passeamos 10 dias por lá.
Nossa segunda lua de mel.

Não me canso de admirar.

Niver Hubby! Mesmo longe me fiz presente! Bolo personalizado pra ele!

Last day of school!

Matando a saudade do Pelôncio.


Hoje eu tenho o entendimento de que meu sonho foi realizado no momento certo e que a missão desta experiência era muito mais do que apenas me apresentar uma nova cultura e aprimorar meu conhecimento em outro idioma.
Fazer um intercâmbio cultural depois de já estar casada confirmou aquilo que eu sempre acreditei: Casamento nada tem a ver com limitação. Casamento é a liberdade de escolher estar junto. É apoiar e viver o sonho do outro.

Na casa dos 20, 30, 50 anos. Casada, solteira. A única coisa que pode nos impedir de realizar algo somos nós mesmas.
So, make it happen, girls!







9 comentários:

  1. Adorei sua história! Estou nesse dilema: vou ou não vou?!? Sou casada a 1 ano, e tenho esse sonho de fazer intercâmbio. Tbm sou canceriana rs rs e fico com medo de deixar meu marido e meu emprego aqui no Brasil. Você pode me dar dicas sobre curso q você fez no Canadá? To em dúvida entre USA e Canadá. Obrigada bjuus

    ResponderExcluir
  2. Ai que legal gente!
    Acabei de me formar e sou casada! Eu e o marido vivemos conversando sobre ir pra fora, juntos.
    Mas com essa crise louca, a gente nunca sabe né?
    Adorei sua coragem em ir. Beijão.

    ResponderExcluir
  3. Ola companheiras... Fiz recentemente a loucura de mandar minha mulher pra la. (UK) Imagina como a cabeça do macho fica. Estamos no primeiro de seis meses... Digo confirmo e reafirmo. Quem inventou essa historia de que seis meses passa rapido não sabe o que falava.
    Se passou 1 mes e nao foi nada facil. Ho saudade miseravel.
    Conselhos sobre grana, planejamento etc nao vou dar, mas sobre o relacionamento so tenho a dizer, prepare psicologicamente, pois as chances de abalar um casorio sao grandes... Tem que ter um nivel hard de maturidade, se nao acaba na primeira semana de viajem. Se tu foi, abuse de tudo que e forma de comunicacão, (com o maridão logico), toda hora todo lugar, qualquer coisa ligue avise a cada uma hora o que esta fazendo, ative os GPS e recursos de localizacão (nesse mundão a fora nunca se sabe o que vai acontecer, por isso acho extremamente importante isso) Evite amizades com homens, o ciumes aqui sobe a mil graus...
    Conte tudo, não esconda Nada. Nao vou citar aqui detalhes dos nossos sentiments masculinos.

    Ha nao se esqueça o skipe e o seu melhor amigo, incluido os brinquedinhos previamente escolhidos antes da viajem para ambos.

    Bjs a tds.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Relevem is erros graficos meu corretor ortografico esta em ingles.

      Excluir
  4. Olá adorei a história, sou casada a 4 anoa não tem filhos e estamos super bem. Porém a profissão estão exigindo muito de nós inclusive o inglês. Tenho o sonho de fazer intercambio por 6meses pois não sei NADA da lingua. Meu marido da total APoio onde estamos estudando as possibilidades, gostaríamos de ir juntos mas sabemos a q largar os 2empregos seria loucura. Por isto eu acho q vou 1•. Mas queria sabe se é possível aprender a língua e se a saudade não vai me matar kkkk obrigaa

    ResponderExcluir
  5. Olá adorei a história, sou casada a 4 anoa não tem filhos e estamos super bem. Porém a profissão estão exigindo muito de nós inclusive o inglês. Tenho o sonho de fazer intercambio por 6meses pois não sei NADA da lingua. Meu marido da total APoio onde estamos estudando as possibilidades, gostaríamos de ir juntos mas sabemos a q largar os 2empregos seria loucura. Por isto eu acho q vou 1•. Mas queria sabe se é possível aprender a língua e se a saudade não vai me matar kkkk obrigaa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá. Passou já um bom tempo que minha mulher voltou. Devido a um imprevisto teve que interromper a viajem, mas olha se puderem se preparar pra ir juntos vão, sei lá férias prolongadas ou vc faz 3 meses ai no segundo mês ele vai estar vc fica o teroteiro. Não sei qual o nível de apegacao de vcs, mas sinceramente eu me achava o cabra mais macho de toda a terra, admirava até a minha astúcia, e a minha cabeça aberta de marido moderno. Mas logo no terceiro dia descobri que cabra frouxo, ciumento, controlador eu era... puts que solidao/depressão terrível a gente sente. Não faço e nunca mais farei isso comigo mesmo e amargamente me arrependo e ter feito. Mas isso depende muito do nível de apegacao e dependência do casal, nos fazemos tudo juntos. Daí minha mudança repentina. Converse muito a decisão tem que ser juntos

      Excluir
  6. Oi, até me emocionei ao ler sua história, pq estou na mesma situação, moramos juntos há quatro anos e vamos oficilizar o casório em janeiro, e estou para fechar meu intercambio amanhã para o interior da Inglaterra. E o medo??? rsrs Tbm to com 29, e tenho 2 dogs que são meus filhos, mas sinto que preciso fazer isso se não vou ficar frustrada. rsrs E meu marido tbm vai me encontrar lá depois. rsrs Fico feliz em saber que não sou a única nesse mundão e que existem maridos incríveis assim! bjs

    ResponderExcluir
  7. Olá!
    Que bom ler sua história. Estou prestes a embarcar, então, chorei muuuuito ao final! (escorpianos também amam! Rsrsrs...).
    Já tenho proficiência em inglês e francês... Vou fazer um semestre de Economia (segunda faculdade) na Bélgica. Enfim, obrigada por ter compartilhado sua experiência. Gostei dos comentários também!
    E vamos que vamos! Já que temos companheiros tão maravilhosos, bora aproveitar e apoiá-los em seus projetos também! :)

    ResponderExcluir